You are currently browsing the tag archive for the ‘desenho’ tag.

 tche2

 

Marcello D’alia Ruggi – TCHÉ

Começo minhas pesquisas com influência nos desenhos e nas ilustrações com lápis, onde mais tarde migro para o pincel e as tintas e logo o Graffite em 2000. A cenografia dos HQ´s sempre me fascinou, juntamente com seus pontos de câmera, direcionando para o estudo da construção da perspectiva e logo sua descontrução.
Nessa série, dialógo com o espaço e seus elementos visuais dispersos, de onde pertence as vivências do dia a dia no meio urbano, como o trabalho, a casa e outros ambientes, formando circuitos e caminhos.
Visualisando isso de um outro ponto de vista, explorando o site específico com pinturas painéis em paredes, telas e materiais retirados das ruas. Desenhando, pintando e fazendo musica, estudo para informar as pessoas e poder transmitir sensações a partir de simbolos visuais disperços num espaço imaginário.
  

tche1

3439522254_4ea0e699a9_m

Paulo Ito nasceu em São Paulo em 1978. Tres anos depois começou a desenhar e até hoje não parou.

Homem e comprometido

Ocupação: Pintor

Interesse: Thai food

Diretores: Peter Greenaway, David Linch, David Cronemberg

3841425248_e3aa3ea179_m

 

 Delafuente IV

  

Dela

 

Leonardo Delafuente é artista plástico e integrante do duo 6emeia.


Delafuente utiliza as mais variadas formas, suportes e técnicas em seu trabalho, em um caminho desbravado entre pinceladas e lembranças.


Um caminho visível apenas a seus próprios sentidos, onde os versos poéticos caem da Lua em forma de estrela-do-mar em um oceano de imaginação.


Não o simples sonho, mas sim o ato de sonhar.


Onde o mundo que é visível a todos é parado e tudo fica possível e imune a mácula do ser humano.

 

Então o sentimento gerado pelo olhar é visto pela alma.

 

Delafuente I

 

Uma alma engrandecida pelo silêncio do horizonte e olhar contemplativo de quem o habita.


Um registro eternizado até o despertar da cidade com seus carros agitados e sentimentos misturados.


Num mundo de esquecimento e glória, Delafuente cria o diálogo que conecta mundos e seres tão distantes e singulares.


Como uma janela aberta num dia quente, onde o calor é convidado a aquecer toda e qualquer boa idéia.

Delafuente depois de apresentá-los com cores e formas a sua maneira, dá voz ao trabalho. E este por sua vez aguarda ansiosamente os olhares se cruzarem para começar.

 pilot

20

No primeiro desenho a espera tornou-se fragmentos ácidos de peças da memória celular.
Ao avançar na 4D, dimensão do tempo-espaço, vi subindo o balão vermelho 99 vezes.

Chaminés de pano com gatos inspirados cósmicamente no infinito em meio a espiral duvidavam: oito ou dois zeros!?
Novecento, dezmorado, onzeneiro, contagem na volta para a morada enamorado.

Nas festas dos Etz, malandrino Poker, ganha coração da vaca e tem orelha de pássaro para subir a escada que chega a Lua.
Lá no céu, no oceano do multiverso, nada um peixe 6D.

Durante um dia pesado, toneladas de roubôs com caminhos definidos festejam.
Com o pensamento na chave de coração xadrez vai para escapolândia brincar, é o brincalhão da bala xita!

Comeu cogumelos, no mínimo,

Nas Palavras De Zanotto!!!!

SOGIMA.

A artista gráfica Juj Azevedo, foi a primeira pessoa a mostrar seus trabalhos, produzindo gravuras exclusivas para mostra do Coletivo Colecionável, escolhidas entre tantos desenhos do seu caderno pessoal. Formada em 2005 pela FAU, Juj  embarcou agora para seu mestrado de artes gráficas na Faculdade de Artes em Utrecht, na Holada.

Antes da viagem, estivemos no Estúdio Elastico de serigrafia artistica, que pertence a Rogério Maciel, para conhecer os desenhos escolhidos por Juj que vão se transformar em gravuras. As serigrafias de Maciel são respeitadas por muitos artistas devido ao seu cuidado com os detalhes e a sua qualidade técnica,  já presente em muitas gravuras da galeria Choque Cultural.

n1057683725_393955_1579349